Home / Dicas para Noivos / Como viver um clima de “eternos namorados”?

Como viver um clima de “eternos namorados”?

Casados e eternos namorados

Por Priscilla Silvestre

Ter uma vida a dois requer mais do que amor, pois para saber lidar com as diferenças e as dificuldades do dia a dia há a necessidade de muita paciência e diálogo.

Mas mesmo casados, existe como viver como “namorados” sim, diferentemente do que muitos pensam.

“O mito da rotina realmente existe e o casal precisa tomar cuidado. Uma boa dica é manter pelo menos uma vez por semana um programa a dois. Pode ser um jantar, sair para tomar um vinho ou uns drinks. É o momento que o casal tem para conversar sobre a semana num ambiente fora de casa. Além disso, eu acho importante uma viagem grande por ano para os dois. Isso ajuda a manter o romantismo”, aconselha Clarissa Assumpção, diretora de marketing do site ParPefeito.

Segundo ela, o romantismo sempre está em alta.

“Todos gostam de um tratamento especial e carinhoso, presentes fora de hora, palavras delicadas e confortantes. Eu acredito que manter o romantismo está ligado à conexão e à sintonia que o casal tem. Manter o diálogo sempre é o primeiro passo para ter o companheiro, que também é cúmplice, ideal”.

Flávia Flohr, da empresa BabyDolls Sexy Room, que é especialista em sensualidade, complementa dizendo que o casal deve revelar os seus desejos e fantasias

Isso, além de agregar novas situações, como caprichar no visual íntimo com lingeries e usar a criatividade sensual realizando aquilo que tenha a ver com os dois.

“Claro, sem contarmos que a pessoa tem de trabalhar o seu autoconhecimento, que é fundamental para se ter uma autoestima em ordem e transmitir segurança. Ela está baseada em três pilares: ser bonita, estar bonita e sentir-se bonita. Capriche no seu visual, mas acima de tudo se ame e se goste simplesmente pelo o seu jeito de ser, pois a mulher que se curte transmite essa imagem”.

Strip-tease não é sinônimo de vulgaridade

Muitas mulheres querem inovar, mas tem medo de assustarem os seus maridos.

Flávia conta que sendo você mesma, neste jogo de sedução a autenticidade conta muitos pontos.

“A esposa não deve assumir uma personagem que não combine com a sua personalidade. Use refinamento, elegância e bom gosto, faça o outro perceber a sua sensualidade através do que é natural em você. Afinal, o homem que está assistindo ao seu strip-tease de verdade não espera o desempenho de uma stripper profissional”.

E finaliza: “Acredito que um relacionamento é formado pela união de dois componentes, que são o amor e o sexo. O primeiro traz o afeto, a cumplicidade, o carinho e o respeito, enquanto o segundo completa com a paixão, a sedução, o prazer e a diversão”.

Check Also

Comunicar-se ou não se comunicar, eis a questão

Todos nós de alguma forma sabemos da importância da comunicação em todas as áreas de …

Como ter a micropigmentação ideal

Por Èlida Rocha Para fazer a escolha certa, saiba de alguns detalhes importantes sobre a …

Cuidados com as mãos

Por Nina Rocha Mãos com manchinhas, veias aparentes, pele flácida, muito fininha e com aparência …

Flores ideais para decorar a casa no outono

Por Caroline Rodrigues Especialista indica algumas plantas da estação e os cuidados para mantê-las CURITIBA, …

Como garantir uma festa de sucesso na hora de escolher o buffet

Por Katia Marchena Um dos maiores prazeres da vida é comer. As refeições unem famílias, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.