Home / Noticias / “O Outro Lado do Paraíso”: quais os motivos mais comuns para a crise no casamento?

“O Outro Lado do Paraíso”: quais os motivos mais comuns para a crise no casamento?

Nádia ( Eliane Giardini ) flagra Gustavo ( Luis Melo ) no bordel.
Por Priscilla Silvestre

“O Outro Lado do Paraíso”: quais os motivos mais comuns para a crise no casamento?

Todos os casais estão vulneráveis à crise no casamento. Saiba mais sobre esse assunto!

Todos os casais estão vulneráveis à crise no casamento. Saiba mais sobre esse assunto!

Assim como os personagens da novela das 21h, “O Outro Lado do Paraíso”, Nadia (Eliane Giardini) e Gustavo (Luis Melo), que enfrentaram uma crise no casamento e acabou gerando um divórcio, muitos podem passar por isso.


No folhetim aconteceu um relacionamento extra-conjugal entre eles.
E muitos sabem que manter um casamento não é tarefa fácil.
Entretanto, com alguns passos, é possível identificar quando é hora de analisar a relação antes que a crise se instaure.
A Febracis, a maior instituição de coaching das Américas, mostra como identificar os quatro motivos mais comuns para um matrimonio entrar em crise.
Antes de mais nada, o primeiro ponto a se considerar é que nenhum casamento chega a esse ponto sem que tenham aparecido sinais.
Entre eles estão: desentendimentos frequentes; falta de contato físico; poucos momentos de alegria; etc.
Saiba as causas da crise no casamento e fuja deles!
1- Falta de intimidade
Qual o problema?
Alguns casais perdem a paixão e, com isso, a intimidade diminui. O desinteresse pode durar muito tempo e é um problema que não é facilmente detectado. Com o passar do tempo, a falta de interesse e intimidade faz com que o casal não fique mais atento um ao outro, ou seja, o casamento pode não fazer mais sentido, porque há a impressão de que não exista mais amor.


Esse é um dos fatores determinantes para que surja o interesse de um dos cônjuges por outras pessoas, o que pode levar a traição, atitude que cada vez mais destrói casamentos, assim como relatado na novela “O Outro Lado do Paraíso”, quando Gustavo passa a trair a esposa, Nadia.
Qual é a solução? 

 
O desinteresse começa quando há falta de atração. Lembre-se que os dois são responsáveis por manter a paixão viva. Portanto, cuide da sua saúde e da sua aparência e mantenha seu parceiro interessado em você. Antes de qualquer coisa, porém, ame a si mesmo! Sinta-se bem com sua aparência e arrume-se, primeiro, para que você tenha paz com o espelho.
2- Discordância que vira disputa
Qual o problema?

A discordância é algo inerente aos seres humanos em suas relações, seja com o cônjuge, a família ou os amigos. Entretanto, a discordância não pode ser uma constante e se transformar em uma forma de autoafirmação pois, nesse caso, a discordância vira uma disputa.
Não há nada mais tóxico ao casal do que uma situação de constante disputa, já que isso corrói pouco a pouco o relacionamento, até se tornar algo insuportável. A convivência com alguém que demonstra estar o tempo todo fiscalizando os atos do outro, só para ter razão, pode destruir o casamento.

Family quarrel. Sad young man listening to woman Qual é a solução?

Perceber que essa situação foi instaurada é o primeiro passo. Depois, ambas partes devem se esforçar e ter mais paciência e tolerância. Se as duas partes não se comprometerem com isso, cada frase dita se torna um problema.

3- Instabilidade depois de ter filhos
Qual o problema?
Os filhos demandam muita dedicação, esforço e amor de ambos os pais, especialmente as crianças de até 12 anos, que ainda são muito dependentes. Se o pai e a mãe não derem o máximo de si, a carga pode ser mais pesada para eles, o que pode gerar conflito e brigas em razão do esgotamento. Muitos casais acabam discutindo tanto por conta das mudanças na rotina que veem na separação a saída.
Qual é a solução?
Antes de ter filhos, o casal deve ter uma relação sólida e de confiança. Assim é muito mais difícil que haja alguma instabilidade por conta da criança. Se o filho já nasceu, é muito importante que tanto o pai quanto a mãe, dividam as funções e cuidem da criança juntos. A responsabilidade deve ser compartilhada e o casal não deve esquecer de ter seus momentos juntos também.
4- Discordância sobre ter ou não filhos
Qual o problema?
Outro fator muito comum que os casais enfrentam e que pode levar a um casamento em crise é a discordância entre ter ou não filhos. Esse pode ser o sonho de um cônjuge, mas o outro pode não querer de jeito algum. O resultado? Brigas, claro.
Qual é a solução?
O casal deve ter como regra a conversa e transparência desde o início da relação. Todos assuntos devem ser debatidos para que ambas partes saiam satisfeitas. A conversa sobre filhos deve ocorrer desde cedo, ainda mais se uma das partes sonha com isso. Se não for possível encontrar um meio-termo, e se o cônjuge não quiser deixar de ter filhos, a separação, infelizmente, pode parecer ser uma das únicas saídas. Quando o chega nesse nível é muito importante contar com a ajuda de um especialista, que poderá mediar a conversa de forma que se chegue a um entendimento.
Quem pode ajudar a melhorar um casamento em crise?


Por pior que o cenário esteja, a crise matrimonial não significa o fim do relacionamento. Com boa disposição e com os meios adequados, é possível superar as dificuldades e fortalecer a relação.
Uma das maneiras é considerar um processo de coaching, como o Método CIS. Considerado o maior curso de Inteligência Emocional das Américas, o próximo treinamento do CIS será realizado em São Paulo (SP), entre 4 e 6 de maio no São Paulo Expo, e deve receber cerca de 4 mil pessoas.
O objetivo é desenvolver os participantes para aprofundarem em temas como controle das emoções, mudança de crenças e IE, com o propósito de quebrar as barreiras que nos afastam dos objetivos que desejamos alcançar.
“Nosso método consiste em unir o pensamento racional às emoções, fazendo uma reprogramação de crenças para que as pessoas possam alavancar todo o seu potencial de ação. A essência do treinamento não é mudar o indivíduo para o que ele não é, mas desenvolver tudo o que ele já tem”, afirma o Master Coach, PhD em Business Administration, fundador da Febracis e também desenvolvedor do Coaching Integral Sistêmico (CIS), Paulo Vieira.
Realizado há mais de 18 anos, o Método CIS já impactou mais de 350 mil pessoas. O evento é realizado todo mês em um estado diferente no Brasil. A última edição, em Brasília, contou com uma grande novidade: foi transmitida ao vivo para alunos na sede da Febracis em Boston (EUA).
SERVIÇO
Método CIS – São Paulo
Data: 4 a 6 de maio
Local: São Paulo Expo – Rodovia dos Imigrantes, km 1,5 – Vila Água Funda, São Paulo – SP
Ingresso individual: R$ 1.700 para os três dias. ** Também há pacotes para grupos.
As inscrições podem ser feitas pelo site lp.febracis.com.br/metodo-cis/. Cada ingresso adquirido será revertido na doação de 1kg de alimento para a ONG Banco de Alimentos.

Check Also

“Alexandra Jackson: Legacy & Alchemy” – um álbum que conversa com músicas brasileiras

“Alexandra Jackson: Legacy & Alchemy” – um álbum que conversa com músicas brasileiras Projeto inovador …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.